O preço da arte

Primeiramente, uma consideração sobre arte. Arte é tudo aquilo que expressa um sentimento da alma. É uma retratação do artista, considerando seu estilo próprio, sua paixão e estado da mente.

A arte em si não tem um valor pré-determinado, pois como avaliar o preço da alma? então, o que fazemos é estimar um valor para a materialização da arte. E uma arte tem um valor muito grande. Basta considerar um Picasso, um Monet, um Modigliani. Muitas vezes a arte tem um valor tão alto, que se torna inestimável, como um Da Vinci, um Michelangelo, uma partitura original de Mozart, ou um manuscrito de Shakespeare.

Moça de olhos azuis, Amedeo Modigliani, 1917

Moça de olhos azuis, 1917, Amedeo Mondigliani

 

Todos os citados acima são imortais por sua arte.

Considerando então artistas mais contemporâneos, vivos, trataremos dos que expõem sua arte em galerias e tem sua arte valorizada e tratada com respeito. Quando vamos a uma galeria que algum artista plástico está expondo, por exemplo, sabemos que qualquer coisa vendida lá, terá um valor muito maior que um objeto vendido na Tok & Stok. Compreendemos que vamos pagar mais caro, por se tratar de arte, e não um objeto replicado e produzido em massa. Assim temos outro aspecto da arte: ela é única.

Porém, há um nicho artístico que não é valorizado. Podemos citar aí os desenhistas, designers, tatuadores e costureiros.

As pessoas acham ok pagar preços exorbitantes por uma blusa Gucci, mas querem que o amigo que desenha e costura faça um vestidinho de graça.

curso-confeccao-saias-costureira.jpg

Desenhista então é impressionante. Desenhar é um dom. Ou você nasce sabendo, ou não. E tal dom artístico é tratado com tanta banalidade, que honestamente se eu desenhasse, usaria um pseudônimo para não ter ninguém pedindo um desenho de graça. E se o artista decide investir em seu dom, todos olham penalizados “ah, coitadinho, daqui a pouco estará vendendo miçanga na Praça 7”.

prancheta-ink

E juntamente com os desenhistas, há os tatuadores.

Tatuagem é uma arte, todos sabem, é reconhecido, é uma profissão e dá um dinheirinho, mais que o desenhista, se o tatuador consegue um estúdio bacana, com uma carteira de clientes expressiva, etc.

the-tattooist.jpg

Porém assim como o costureiro, o desenhista, o músico da família, muitas pessoas desconsideram completamente o tempo que gasta, o material, e principalmente aquela parcela de dom que o tatuador empenha ao fazer sua arte.

Assim, acham que é caro pagar o valor estipulado pelo tatuador, pois “nossa, mas é só uma borboletinha” e isso quando não ficam querendo ganhar a tatuagem de graça. Provavelmente acham que é uma honra para o tatuador pintar seus muito formosos corpos.

P1010558

Mas não é. A tatuagem é uma arte, e mais interessante, ela dura o tempo que o corpo pintado vive. É uma arte única, pois, por mais que você tenha escolhido aquele desenho igualzinho o da revista, sua pele é diferente, a cicatrização é diferente, e como não há uma forminha para fazer o desenho, ela nunca será igual a outra. Cada tatuador tem seu traço, tem seu jeito de desenhar.

E pintar corpos não é fácil.

A arte tem que ser vista como tal.

Ela não é um produto de consumo. Ela não é comercial, não é descartável como um celular ou um prato. Arte é um pedacinho da alma de um indivíduo, que externou paixão e deu vida a um  sonhos.

Arte se aprecia, não se consome.

Feito pela incrível: Eloh 

Revisão: Taís Nascimento

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s