The F-word

A palavra que começa com F? O que é isso? Não  é aquela em que você manda a pessoa se f…

Neste caso estamos falando de feminismo, sim, feminismo!

E você, que não pode nem ouvir a palavra, deve ao movimento muitas conquistas: Como você acha que consegue votar? Poder ser ouvida na maioria das vezes? Ou escolhe com quem quer casar, ou se quer, baseada em seus princípios? Você realmente acha que ainda somos obrigadas a nos cobrir em um calor de 40ºC (que fique bem claro, que tem que ser uma escolha sua, não da sociedade)? Ainda tem a ideia de que somos feitas apenas para as prendas domésticas e estar disponível para o marido “provedor” (sem que isso tenha sido escolha sua de maneira alguma)? Ou acha normal ficar com medo além de assaltos, de estupros, quando volta pra casa do trabalho?

termometro.jpg

Então talvez o dia 8 seja apenas para flores, chocolates e textos melosos de como somos doces e aguentamos duplas, triplas jornadas sem nos cansar, não sobre a reflexão de mulheres que morreram há anos queimadas em fábricas por condições melhores no século retrasado. Que acreditam no poder da palavra vitimismo para silenciar qualquer indicação de algo errado.

rosas-vermelhas-em-flor

Será mesmo que é mais fácil, achar que “todos os direitos estão conquistados e está tudo bem assim?” Ou que a sociedade está sempre certa e devemos seguir os padrões impostos por ela sem qualquer questionamento?

Precisamos questionar e debater sem as mesmas ideias prontas que compramos, de que há algum movimento para superioridade da mulher, ou de que queremos ter mais direitos do que os outros, ser uma superclasse. Todos os gêneros sofrem com a imposição do patriarcado, mas temos diversas irmãs que estão morrendo todos os dias apenas por serem mulheres, que passam por ameaças ainda pelo simples motivo de terem uma voz ou não se submeterem. Será mesmo que é mais fácil deixar de apoiar as mulheres, em geral? Para que? Para ter um cantinho na zoeira? Para parecer a moça “descolada” e “diferente” entre os amigos? Lembre-se que ao final, você será julgada como é, não como “um dos garotos”, mas como mulher.

tumblr_niysme4CvA1qeafm6o2_1280

Estamos em uma distância tão grande, que a cada passo passamos a ver a questão de uma forma mais antiquada: estamos apontando às mulheres que estão lutando pelos seus direitos como feias, loucas, histéricas, dizendo que é “falta de homem”, ao invés de perceber as pautas válidas, as que nos tocam. E sabe qual é o grande problema disso: a falta de informação!

Perceba que sempre que alguma amiga sua feminista ou que apoia o feminismo escreve algo, ou publica alguma coisa, você foge, será que é pra te deixar menos desconfortável? Ou pra ir junto com a maré que te diz que está tudo lindo?

flat,1000x1000,075,f.u8

Apoie suas irmãs, não apenas as cis.

Você não precisa se declarar aos quatro ventos: feminista, mas precisa se inteirar das demandas que podem, sim, chegar em você e saber se concorda ou não, além disso, busque outras informações, converse com outras mulheres, veja você o que quer. Não diga que não é manipulada sendo que você apenas não quer refletir sobre o assunto.

Ainda tá na dúvida? Confere o vídeo da Chimamanda Ngozi Adichie: clique aqui para ver legendado

By: Tata Tequila

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s