Hipocrisia nas redes sociais

Para entender: o que é rede social?

Rede social é qualquer tipo de grupo de pessoas que interagem por finalidades em comum.

O ambiente escolar é uma rede social. O trabalho,  a igreja,  a família. Todos são redes sociais.

Por que falar isso? O Facebook é uma rede social, assim como o Instagram e o Twitter. Mas aqui, me aterei ao Facebook, que além de ser a rede social na qual estou mais familiarizada, é também a rede na qual as interações são mais complexas.

Atualmente há duas vertentes comportamentais ocorrendo nas redes virtuais. Uma delas é um maior debate acerca dos direitos e vocalização das minorias e a outra é a intolerância e os discursos de ódio, cada vez mais inflamados.

8821-acirramento-de-tensoes-coloca-facebook-entre-o-combate-ao-discurso-de-odio-e-a-censura

Se por um lado há um grupo lutando e trazendo à tona questões relativas ao reconhecimento das minorias sociais ou os oprimidos (pois no caso mulher não é minoria, mas é muito oprimida), por outro lado cresce o número de grupos dedicados à oprimir e a perseguir virtualmente.

A questão que fica é: o que leva uma pessoa mentalmente sadia a gastar um bem tão precioso como tempo, para entrar em uma rede social e ofender/ humilhar/ perseguir pessoas?

A internet serve como um escudo para ambos os casos: tanto as pessoas que lutam por causas nobres e propõem debates construtivos e enriquecedores, mas talvez não o fariam ao vivo por medo de sofrer represálias dos intolerantes, quanto para as pessoas que oprimem e proferem discursos de ódio.

images (1)

O perseguidor se vale do anonimato para não sofrer as consequências legais. O perseguido se esconde no anonimato para não sofrer pessoalmente o que sofre virtualmente.

Porém essa realidade de anonimato precisa acabar. Quem persegue, quem humilha, quem derruba perfil dos outros por pura intolerância pode não sofrer nada. Mas quem é criticado, quem é perseguido, quem sofre virtualmente, sofre na vida real também. Essa irresponsabilidade ao usar os perfis do Facebook causa danos bastante reais.

images

Pessoas acabam tendo depressão, pessoas se matam, pessoas perdem emprego, perdem a liberdade de ir e vir perdem relacionamentos. Muitas vezes o que parece ser um ato “ingênuo” se transforma em um problema de proporções globais. O simples ato de compartilhar uma piada feita com uma foto de uma pessoa, um meme, pode ser a colaboração em um tipo de cyberbullying. As pessoas precisam ser mais responsáveis ao usar suas redes sociais. Pensar: eu diria isso ao vivo aos meus amigos? Seria algo que eu diria em uma reunião com minha família? É uma opinião minha? Eu rio disso? Eu gosto disso de verdade? Eu acho isso de verdade? E se fosse um amigo meu? E se fosse um filho meu? E se fosse eu? Eu continuaria afirmando isso?

As pessoas são mais reais na internet que ao vivo.

Quem vê cara não vê perfil no face.

 

Quem escreve: Eloh

Quem revisa: Taís Nascimento

Pessoa linda que lê e tá sempre aqui: Você

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s