Padrões na SPFW quebrados!

Representatividade para muitos não é importante, ou até mesmo não é necessária… Mas não importa a sua justificativa (seja ela de que é uma bobagem e não ajuda, ou de que é só reclamação, ou de que é feita para vender, entre outras), mas estamos ainda falando de grupos de pessoas que costumam ser vistos como feios ou piadas (corpos considerados gordos), ou que são vistos como feios, como semi-humanos, ou tendo sua cultura relegada a segundo plano como sempre  (como os negros).

2b86bf_abcd29f5b1d7434db0c862595622fd3c-mv2

Pessoal do Lab Fantasma

Quando falamos em semanas de moda, as modelos com maiores pagamentos geralmente são brancas, quanto aos corpos já nos acostumamos com a ideia de que modelo é cabide e nem questionamos que temos pessoas cada vez mais iguais desfilando roupas que não nos interessam. O mais impressionante é que um país como o Brasil siga esse tipo de tendência e leve às passarelas algo completamente irreal, que para países europeus talvez seja ótimo, mas afasta e dá uma impressão de para quem a moda é realmente feita e quem os estilistas querem que use suas criações. Negros, pessoas com corpos fora do padrão, não são dignas de usar algumas criações, que “suja” a imagem da marca.

lab-lb-n42-031.jpg

De outro lado, talvez esteja alguém que quando não era famoso, provavelmente nem imaginava o que era a SPFW (São Paulo Fashion Week), ou que muitos “artistas” não iam gostar de vê-lo usando suas criações. Mas, o menino Leandro (o nome dele é Leandro Roque de Oliveira) da periferia de SP cresceu e viu que tinha um mundo que ia fazer de tudo para que ele não tivesse acesso às coisas. Com o tempo, depois de anos na estrada no rap e no hip hop com rimas mostrando nossa desigualdade e sempre mostrando muito da realidade das ruas.

lab-lb-n42-001.jpg

Emicida faz parte do Laboratório Fantasma, que agrega música e moda com qualidade e tentando fazer com que o novo chegue a todos e essa premissa chegou na suposta elite da moda paulista e uma das semanas de moda mais importantes do mundo.

casting-lab-spfw-n42

Em parceria com João Pimenta, não se viu mais um desfile de moda comum na SPFW, entraram em cena modelos negros com afros incríveis, ou com a cabeça raspada, mesmo as minas, modelos plus size, com uma postura desafiadora, como se dissessem: “Estamos mesmo aqui, o que você vai fazer sobre isso?”

lab_7_z2y5Uke.jpg

Muito se falou da inspiração japonesa (que mesmo assim passa pela cultura africana, já que faz referência a Yasuke, um samurai negro, que serviu a Oda Nobunaga), mas é importante lembrar que a referência não é a única coisa que aconteceu no desfile. A cartela teve as cores preto, branco e vermelho. Teve desde saias até as calças largas que povoam o imaginário das pessoas sobre a moda do hip hop.

LAB-1.jpg

Não só na imagem foi um desfile mostrando pessoas que não são vistas pela mídia e grandes veículos. Teve ainda referências às religiões afro-brasileira na música com atabaques, teve também camiseta com “I love quebrada”, se referindo à periferia. Tudo isso sem tornar a coisa toda pra “gringo ver”, totalmente elitizada.

lab_4_3PoRCTw.jpg

Ainda que nos Estados Unidos, Kayne West sempre leva modelos negras em seu desfile, não temos algo assim no Brasil tido como normal. Vemos desfiles nos representando como países nórdicos, como europeus, sempre distantes do Brasil real. Como disse o próprio Emicida: “Fiz com a passarela oque eles fez com a favela e com a cadeia, enchi de preto.” Evocando os principais lugares onde querem ver os negros, separados da sociedade.

lab-diversidade-passarela-01

Se a moda em si vai ser democrática pra quem está longe dos “centros”, só o tempo dirá. Isso pode ainda ser pouco para quem nunca teve nada, mas cada ação é importante, para que as pessoas vejam quem nunca teve oportunidade de ser visto e quem sempre esteve à margem possa também mostrar que é lindo.

Abaixo, o vídeo completo do desfile:

 

By: Taís Nascimento

Pessoa linda que leu: Você

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s